Home » Assembleia para condomínios: tudo o que você precisa saber

Assembleia para condomínios: tudo o que você precisa saber

Publicado em 10 de março de 2022

A assembleia condominial é prevista no Código Civil e serve para resolver diversas questões que envolvem o condomínio, como a aprovação de obras, o orçamento de melhorias e a eleição de síndico. Não há obrigatoriedade dos condôminos em participar, mas é importante para que todos participem, opinem e estejam cientes das decisões tomadas. 

Leia também: Glossário: entenda termos utilizados na assembleia condominial 

Tipos de assembleia 

Pela lei, pelo menos uma vez ao ano deve ocorrer a assembleia, que é chamada de Assembleia Geral Ordinária ou AGO. Nela, obrigatoriamente, são discutidos assuntos como: eleição de síndicos e conselheiros, previsão do orçamento anual, alteração do regine interno, previsão de obras e afins.  

Quando algum ponto específico surge e é preciso decidir, acontece a Assembleia Geral Extraordinário ou AGE. Nela é decidido, junto aos condôminos, o que fazer com cada problema pontual que surgir.  

Para a convocação de ambas as assembleias, é necessário que seja o próprio síndico, ou pelo menos um quarto dos condôminos. Apenas 1 morador não consegue convocar uma assembleia, salvo nos casos em que, por exemplo, uma obra esteja causando despesas excessivas e isso só pode ser aprovado em assembleias, caso o síndico não o faça. 

Leia também: Acessibilidade nos condomínios: o que determina a Legislação? 

Convocação de assembleias 

Para a convocação de uma assembleia, é necessário ter atenção a alguns pontos que, segundo o código civil, se não cumpridas, podem levar à impugnação da assembleia. São eles: 

-Distribuir o edital de convocação da forma mais ampla possível (WhatsApp, painel de informações, impresso e entregue em cada apartamento)

-Qualquer assunto que será votado deve ser explicitado na pauta

-As informações transmitidas devem ter clareza 

-Confirmação do recebimento (por meio de resposta à mensagem, ou assinatura na hora de pegar o informativo) 

Outros dois pontos importantes que geralmente geram dúvidas entre os condôminos, são sobre a possibilidade de o inquilino votar em assembleias e sobre o condômino inadimplente participar/votar nas assembleias. Pois bem, segundo o código civil, os condôminos inadimplentes podem participar das assembleias, porém não podem votar. Já os inquilinos que desejam participar das assembleias, devem pedir uma procuração ao dono do imóvel e entregar para o síndico, para assim poder opinar nas respectivas reuniões. 

Leia também: Tipos de portaria para o seu condomínio 

Como deve ser conduzida uma assembleia 

Para evitar qualquer problema futuro com a impugnação da assembleia, por parte da justiça, o síndico deve ficar atento a alguns pontos: 

-Checar inadimplentes 

-Conferência de procurações 

-Respeitar a ordem de discussão de pautas, passadas no edital 

-A ata deve ser clara e objetiva, e deve ser enviada para cada condômino uma cópia após a assembleia 

-Lista de presença 

Seguindo essas regras simples, o síndico evita alguns fatores que podem levar a impugnação da assembleia, então é importante que ele esteja atento a todos os pontos estabelecidos na convenção do condomínio e também no Código Civil. 

Quer mais dicas de condomínio e segurança? Acompanhe os outros posts do blog e as redes sociais da Alarm Wolx. Há 40 anos cuidamos de você e do seu patrimônio! 

Deixe um comentário

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos mais visitados

7 Tendências para o mercado de segurança em 2022

7 Tendências para o mercado de segurança em 2022

Como você já deve ter percebido, a pandemia acelerou a digitalização das...
Circuito CFTV: o que é, como funciona e vantagens

Circuito CFTV: o que é, como funciona e vantagens

O circuito CFTV é uma das soluções eletrônicas mais utilizadas no monitoramento...

    Fale conosco

    Contatos

    Entre em contato através dos
    números abaixo

    Copyright 2021 - Alarm Wolx
    (11)991587233